Aos Leitores do blog

Sejam Bem-vindos!!! Este é um espaço dedicado a arte e aos seus (futuros) admiradores. Ele é uma tentativa de despertar em seus visitantes o gosto pelo assunto. Aqui, poderão ser encontradas indicações de sites, livros e filmes de Artes Visuais, imagens de artistas, alem do meu processo de trabalho. É o meu cantinho da expressão. Espero que sua estadia seja bastante agradável e proveitosa.
Este Blog é feito para voces e por voces pois muitas das postagens aqui presentes foram reproduzidas da internet. Alguma das vezes posso fazer comentarios que de maneira parecem ofensivos porem nao é minha intençao, sendo assim, me desculpem. Se sua postagem foi parar aqui é porque ela interessa a mim e ao blog e tento focar os pontos mais interessantes. A participaçao dos autores e dos leitores é muito importante para mim nestes casos para nao desmerecer o texto nem acabar distorcendo o assunto

terça-feira, 21 de agosto de 2012

COMO SER CRIATIVO?

 Esta é uma serie de reportagens que estou achando na internet sobre a criatividade e que penso ser importante compartilhar com pessoas que trabalham com diariamente com o assunto. Isso nao impede que outros publicos tambem possam ler pois criatividade esta presente em tudo e principalmente no mundo de hoje que precisamos ser bastante criativos o tempo todo. Leiam abaixo:

 

   A criatividade hoje não é mais uma habilidade desejável apenas em profissionais como designers ou publicitários. Em todas as áreas vemos uma busca constante por inovação que vai da criação de novos modelos de negócios à melhorias em processos produtivos.
    Isso deve-se muito a um consumidor mais exigente, cansado da mesmice de mercados saturados e de empresas que oferecem menos por mais. Quem já entendeu este consumidor está sempre explorando novas possibilidades para seu produto, campanha e experiência de compra (do consumidor).
      Apesar de todo este cenário, dificilmente encontramos um loja com um ambiente realmente inovador, um produto com uma proposta diferenciada ou uma campanha que não seja mais do mesmo.
    Mas como treinar sua criatividade e atingir resultados realmente satisfatórios quando o assunto é mudança?
    Jairo Siqueira, consultor em gestão estratégica, gestão da qualidade e inovação de processos empresariais, nos dá algumas dicas para que nos tornemos mais criativos. Vejam:

1. Formule melhor o problema

  Se você está com dificuldades em encontrar boas respostas (e soluções) para algum problema, provavelmente não deve ter feito boas perguntas para o mesmo.
   Formule perguntas desafiadoras, que abram o leque de soluções e possibilidades. As perguntas devem ser reflexivas, estimular a reflexão, promover a investigação e dar origem a outas perguntas. Leia aqui sobre como formular boas perguntas e “pensar fora da caixa”.

2. Não faça pré julgamentos antes da hora

    Separe a fase de geração de ideias da fase de avaliação. Não tenha pressa durante o processo criativo. Você deve primeiro anotar todas as ideias que tiver, mesmo que elas pareçam no momento totalmente fora de cogitação, para depois canalizá-las. Até porque, mesmo as ideias que não forem utilizadas, podem gerar insights para outras soluções ou ainda serem amadurecidas durante o processo de avaliação.
    A confiança é muito importante durante todo o processo de criação. Não julgue nada antes da hora, uma ideia absurda no início deste processo pode tornar-se eficaz após uma análise mais ampla do problema.

3. Avalie suas ideias com diferentes visões

    O processo de avaliação de ideias pode ser tão importante quanto ao de geração delas. Isso porque quando iremos avaliar quais as ideias que estão próximas a viabilidade técnica e econômica, por exemplo, tendemos a uma avaliação conservadora e trivial, fazendo sucessivas eliminações de ideias que podem ser inovadoras.
    Quando for “comparar ideias” não use um único critério para avaliá-las, classifique-as de forma diferente para que, no final, não haja apenas uma ou duas ideias com um único conceito, sem dar a possibilidade de explorar o problema a ser resolvido com visões diferentes.

4. Não tenha medo de errar

           
 Você pode ter o conhecimento e habilidade para realizar determinado “projeto criativo”, mas nada disso servirá se não tiver convicção de que PODE realizá-lo. O medo é um dos principais obstáculos à inovação, ele pode bloqueá-lo e não fazê-lo sair do lugar.
    O medo de falhar decorre principalmente ao nosso “modelo de educação”, onde a primeira resposta deve ser a certa, sem que haja ao menos a possibilidade de uma diferente interpretação. Acredito inclusive que este “modelo de educação” do Brasil é um dos principais responsáveis por profissionais acomodados que tem preguiça de pensar e até agir, sair do lugar. Fomos treinados a seguir sempre uma mesma linha de raciocínio e exigidos a sempre acertar na primeira.
    Para crescer, precisamos sair da zona de conforto e experimentar, sem medo de errar e sem pensar no julgamento que o outro terá se , por acaso,  errarmos.

5. Assuma a criatividade como um “estilo de vida”

    Treine sua criatividade todos os dias, não se submeta a mesmice do dia a dia. Seja curioso, confronte  desafios, procure novas formas de realizar as tarefas do dia a dia,  seja flexível e não deixe que pré-conceitos o atrapalhem.
Manter a mente aberta durante o dia poderá trazer ótimos “resultados criativos”.
      Além das dicas citadas acima, sugiro aqui uma prática que me ajuda a ser mais criativo e que potencializa meu senso analítico: explore as situações do seu dia, enxergue-as com outros olhos e imagine uma história para elas. Veja um simples exemplo:
     Há algumas semanas, numa tarde ensolarada, em um metrô de São Paulo, uma garotinha gritava (ao ouvir o som que anunciava a estação) para todos em cada parada do metrô: “Todos a bordoooo!”, prosseguido de um barulho de “Maria Fumaça” que fazia com a boca.
     Apesar do mau humor comum do dia a dia paulistano, todos (inclusive eu) foram contagiados pelos berros da garotinha e, claro,  por sua espontaneidade e carisma. Isso, de certa forma, deixou-me espantado. Pensei em como uma criança, mesmo gritando e em um lugar (que é por muitas vezes) cheio de mau humor, pode trazer sorrisos quase que de forma unânime em todo vagão. Além de ter achado o fato curioso (e até bonito), aquilo fez para mim um sentido enorme. Enxerguei o fato como uma possível “história” que poderia ser inserida facilmente em uma ação ou até mesmo “adaptada” para transmitir um conceito, por exemplo.
    Com este simples exemplo quero apenas dizer que explorar situações durante o dia, com uma visão ampliada do fato em si, é uma forma fácil de praticar sua criatividade.

Fonte: http://www.ideiademarketing.com.br/2012/03/19/como-ser-mais-criativo/


Finalizando com 33 dicas para ativar a criatividade:



Proxima postagem: 28/08 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...