Aos Leitores do blog

Sejam Bem-vindos!!! Este é um espaço dedicado a arte e aos seus (futuros) admiradores. Ele é uma tentativa de despertar em seus visitantes o gosto pelo assunto. Aqui, poderão ser encontradas indicações de sites, livros e filmes de Artes Visuais, imagens de artistas, alem do meu processo de trabalho. É o meu cantinho da expressão. Espero que sua estadia seja bastante agradável e proveitosa.
Este Blog é feito para voces e por voces pois muitas das postagens aqui presentes foram reproduzidas da internet. Alguma das vezes posso fazer comentarios que de maneira parecem ofensivos porem nao é minha intençao, sendo assim, me desculpem. Se sua postagem foi parar aqui é porque ela interessa a mim e ao blog e tento focar os pontos mais interessantes. A participaçao dos autores e dos leitores é muito importante para mim nestes casos para nao desmerecer o texto nem acabar distorcendo o assunto

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

SOBRE MEU PROCESSO CRIATIVO


     
 







O meu processo criativo


A maneira como alguem cria pode variar muito de pessoa para pessoa e até a maneira de pensar influencia no que ela vai desenvolver e como ela vai fazer isso. Particularmente esta é meu jeito de pensar e criar:
    Pessoalmente prefiro desenhar formas que lembrem algo de humano ou animal. Raramente faço outro tipo de trabalho apesar de saber fazê-lo. Um dos fatores que influenciam no meu gosto é o fato do meu traço ser bastante agitado, ou seja, sua expressividade grita. Isso faz com que ele seja bem orgânico e sinuoso, que as roupas ou as partes do desenho parecem ser agitadas pelo vento, corpos levitando com riscos ao seu redor, como se fossem uma energia os impulsionando. Já minhas formas geométricas acabam ficando mais rígidas e sem vida maioria das vezes.

      Observação: Meus desenhos de figura humana, por mais que eu tente ter controle das formas elas acabam sendo independentes. Por exemplo: Sei desenhar tanto homens quanto mulheres porém meus desenhos são de fase, se estou numa fase de desenhar mulheres não adianta tentar querer desenhar outra coisa que não adianta, tudo vai sair meio feminino e vice-versa. Então o jeito é partir para a observação de um modelo para fazer o que preciso porque na cópia eu consigo tornar as formas mais parecidas com o objeto observado.

      Geralmente os melhores resultados são aqueles em que eu não estou preocupada no que desenhar apenas faço. No final acabo desenhando algo que nem passou pela minha cabeça.

     Tambem está presente em meu trabalho algo de humor ou crítica irônica sobre as imagens do cotidiano. Ex Não falam que existe os mensageiros do céu e do infernos que nos vem buscar? Então! Foi o que pensei quando achei uma cigarra, escaneei e fiz este trabalho.

Viajando de animal Photoshop 2005

      Os trabalhos são feitos a partir de alguma referência, seja ela temática ou visual. As referências visuais são objetos ou sombras que acho interessante e que ao desenhar mantenho suas estruturas e vou "criando" em cima disso (faço interferências em apropriações). Um exemplo é esta figura que fiz:

Naves Cabidais 2003


      A idéia de desenhá-las veio ao observar cabides de roupas. Então peguei o cabide e acrescentei rodas também de cabide, os aros superiores de uma das naves são dois cabides cruzados. Agora estou refazendo este desenho porém em fotografia.
      Outro exemplo é este muro que se encaixa na postagem descrição dos trabalhos da faculdade. Eu tinha que fazer uma tela com esse tema e ao viajar de ônibus observando as janelas à noite imaginei um muro com uma janela e alguém observando o que se passava. Então desenhei um rosto na tela e coloquei um vidro de verdade cobrindo todo o resto com textura, fazendo assim o muro com pichações porque ele possui alguns grafismos.

O Muro
Material vidro, massa acrilica e tinta sobre tela, Pintura 2, 2004


IDEIA
    Já na postagem descrição dos meus trabalhos feitos no paint as imagens são riscos que faço de olhos fechados e partindo destas formas crio outras. Ex: A 1ª figura é um esboço feito de olho fechado e 2ª que é a figura colorida é este esboço retrabalhado.


    Pode se perceber a semelhança entre as duas imagens. Comparando a imagem em preto e branco e a colorida a estrutura permanece a mesma a diferença é o acréscimo de detalhe e de cor de oferecem um Q a mais ao trabalho.


   Meu processo de produção depende do tipo de material também porque ao trabalhar com esculturas ou material mais maleável tipo barro, massa de modelar, deixo que o trabalho fale por si próprio e ele direcione o seu modelar. Não há esboço "prévio" pois para mim é mais fácil executar diretamente na matéria. Sendo assim, os desenhos é que partem das figuras prontas. Ao contrário de quando trabalho com o papel e tinta ou lápis; que penso no que vou fazer antes.
    Este foi o único trabalho que fiz de observação em cerâmica (coitada da minha colega modelo, acho que ela esta até hoje com raiva de mim)

Cabeça de Cerâmica 2006


    Para eu passar a imagem real para a escultura/cerâmica é bem mais complicado que passar para o desenho. Em trabalhos tridimensionais muda-se completamente a noção de observação. Não quer dizer que a pessoa desenha bem que ela vai fazer bons trabalhos de observação em cerâmica. Percebi isso na marra mesmo; praticando.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...