Aos Leitores do blog

Sejam Bem-vindos!!! Este é um espaço dedicado a arte e aos seus (futuros) admiradores. Ele é uma tentativa de despertar em seus visitantes o gosto pelo assunto. Aqui, poderão ser encontradas indicações de sites, livros e filmes de Artes Visuais, imagens de artistas, alem do meu processo de trabalho. É o meu cantinho da expressão. Espero que sua estadia seja bastante agradável e proveitosa.
Este Blog é feito para voces e por voces pois muitas das postagens aqui presentes foram reproduzidas da internet. Alguma das vezes posso fazer comentarios que de maneira parecem ofensivos porem nao é minha intençao, sendo assim, me desculpem. Se sua postagem foi parar aqui é porque ela interessa a mim e ao blog e tento focar os pontos mais interessantes. A participaçao dos autores e dos leitores é muito importante para mim nestes casos para nao desmerecer o texto nem acabar distorcendo o assunto

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

PARA INICIAR UMA COLEÇAO DE OBRAS DE ARTE

    A postagem de hoje é para quem gosta de arte e quer guardar um pouquinho dela mais próximo. O texto que é uma copia dá dicas para quem quer ter sua própria coleção de arte. 

   Primeiro coloco aqui o que é coleçao:

"Coleção - Dicionário Online de Português

Significado de Coleção no Dicionário Online de Português. O que é coleção: s.f. Reunião de objetos da mesma natureza"
  
Para Iniciar uma coleçao de obra de arte


  • Por onde começar?
A feira está dividida por setores, o que facilita uma melhor compreensão: mercado primário, mercado secundário, projetos especiais e design.
  • Como escolher a obra certa para começar uma coleção?
Primeiro saber qual a faixa de valores que se pretende investir. As obras de mercado secundário tendem a ser as mais caras. As de mercado primário são mais acessíveis. Os artistas emergentes também têm valores que cabem para uma coleção inicial.
  • Como abordar a pessoa da galeria?
Todos os galeristas estarão identificados com um crachá, o que facilita a forma de comunicação com o visitante. Em primeiro lugar, só compre o que você goste muito. Afinal, quem vai conviver com a obra é você. Depois, procure saber se o seu olhar está dirigido para os artistas que tendem a valorizar no mercado atual. Veja o seu currículo, os curadores que já escreveram sobre ele e as exposições institucionais e comerciais mais recentes que participou.
  • O que se pode perguntar? O que não pode?
Tire todas as suas dúvidas na hora: negocie o valor de aquisição, condições de pagamento, logística de recebimento da obra e procure saber quais os cuidados especiais com a sua conservação.  Deve-se perguntar sobre tudo.
  • E se eu quiser obras que não estejam expostas no estande?
Nem sempre é possível apresentar na feira tudo o que as galerias têm em seus acervos. O visitante pode e deve perguntar caso tenha interesse em outros artistas e obras específicas.
  • Como se fala sobre preço e pagamento em cartão ou parcelado?
A negociação comercial deve ficar bem clara. E peça por escrito para que não exista dúvida sobre valores e condições. Muitas galerias de mercado primário trabalham com cartões de crédito. E hoje em dia fazer o pagamento em parcelas é bastante usual, sobretudo em numa feira.
  • Como levar a obra pra casa?
Depende da galeria e do comprador. Deixe bem claro como você gostaria de receber. A feira não irá se opor se você levar a sua obra na hora. Claro que tudo vai depender do tamanho da obra e a logística para sua retirada.
Texto original Veja Rio.

 Ta, estas dicas foram colocadas para um exemplo especifico. Já na minha opinião, coleção não se resume apenas a quadros, pode ser também objetos do cotidiano sendo assim, procure ver aquilo que você gosta e não o que os outros estejam comprando. Quanto mais a pessoa tiver interesse no objeto e ser afetada por ele, mais prazer e motivação ela terá em cuida-lo, afinal ninguém guarda aquilo que não gosta.
  Procure um lugar especial para aquele objeto - você pode expô-lo na sua casa ou guarda-lo deste que seja em um lugar apropriado que não estrague.
  Caso seja uma coleção variada, separe por categorias. 
   Que eu me lembre é isso, e que comece a sua coleçao vai que ela te de tanto orgulho que nao queira mais parar

Resultado de imagem para coleçao     Resultado de imagem para coleçao    









terça-feira, 23 de janeiro de 2018

GALERIA DE ARTE AINDA É RELEVANTE PARA O ARTISTA?

O post desta semana foi copiado de um site e a referencia esta no final do texto.

Galeria de arte é relevante?

       Muitas coisas mudaram para os artistas desde o início da Internet. Mais notavelmente, os artistas agora têm muito mais opções para apresentarem a sua arte. O sistema de galeria de arte tradicional ainda tem o seu lugar, mas já não controlam mais o show como antes da era da Internet. Ser representado por uma galeria de arte já não é necessariamente o melhor e único caminho a seguir pelo artista. Apesar de tudo isso, muitos artistas continuam sua incessante busca pela representação por uma importante galeria sem perceber que outros caminhos se abriram em relação as negociações, comercializações e produções de arte.
         A principal razão por essa mudança nos negócios das arte é que agora o artista pode conversar diretamente com o seu público e defender seus interesses de forma mais consistente e com menos dependência de terceiros, algo que na era pré-internet tinha um sentido maior ser feito pela Galeria. Pela primeira vez na história e em diferentes formatos o artista pode acumular milhares ou até milhões de seguidores.
        Na era pré-internet o sucesso de um artista estava muito mais atrelado a Galeria que o representasse e o quanto de dinheiro que essa Galeria iria investir para divulgação do artista no mercado doméstico ou internacional.
        Mesmo que tudo isso ainda aconteça, já não é tão grande e o que antes era a única via agora é apenas uma das vias. Está muito mais fácil e incrível a comunicação entre artista e o público e o tempo de governança das Galerias de Artes acabou, os compradores estão a poucos passos da obra do artista.
         Os artistas agora podem fazer praticamente tudo on-line, todo o trabalho que um dia a galeria de arte fez por eles agora pode ser feito pelo artista ou seus assistentes. A Internet também facilitou o acesso a mão de obra barata para a produção de tarefas que não façam parte das habilidades dos artistas.
           A comunicação direta entre artistas e compradores era um grande problema e quase que não existia. Era praticamente impossível um comprador localizar um artista.  
        Atualmente o artista está presente em diversos canais de divulgação e está muito mais fácil enviar uma mensagem diretamente a ele com a garantia que ele ou alguém da sua equipe vá ler.
         É certo que alguma pessoas podem argumentar que as galerias de artes sempre terão o seu papel para os artistas que não querem se aprofundar em marketing e participar mais ativamente da internet, preferem um mundo mais solitário e menos social, mas a internet é um mundo solitário e pouco social. As redes sociais, por exemplo, estão mais a serviço do artista do que da venda de um quadro e essa relação artista-público é mais eficiente feito pelo artista do que pela Galeria de arte.
       No time das Galerias são poucos artistas que vendem e fazem o grosso do faturamento, em sua maioria os artistas ficam a margem das vendas o que significa que a Galeria não tem uma preocupação tão grande em expor, investir, tentar apresentar para colecionadores ou feiras esse artista de poucas vendas. Mesmo um artista representado por uma importante Galeria de Arte não tem garantia nenhuma de venda e muito mais de exposição, no online o artista tem controle total da sua divulgação e de sua carreira.
       Tradicionalmente as galerias são um passo necessário para os artistas que desejam que sua obra trafegue em museus, instituições, coleções corporativas e os níveis mais altos do mundo da arte. Mas isso também mudou. Muita pessoas que consomem arte pesquisam e compram pela internet o tempo todo incluindo colecionadores, curadores, investidores, especuladores, galeristas e qualquer outra pessoa interessada em arte, incluindo o pessoal do museu. Todos estão a procura da nova grande estrela e a internet possibilita uma pesquisa muito mais ampla que nos meios tradicionais.
          Para os artistas, as chances de serem descobertos on-line está cada vez mais reais. Sites de arte, blogs, publicações e outras mídias especializadas estão atrás de artistas com qualidade para apresentar para o seu público. Como resultado desse novo modelo de divulgação é que os artistas estão cada vez mais reconhecidos no mercado sem ter necessariamente trafegado pela via tradicional das artes.
       E a notícia mais surpreendente é que a relação hierárquica entre Galeria de Arte x Artista está se convertendo. A Galeria sempre teve controle total do seu time. Ela que definia de forma mais direta quem seria representado e hoje com o poder do artista através das mídias sociais ele se faz presente e mais necessário para as Galerias, seu potencial de divulgação, muitas vezes, é superior que da própria Galeria. Uma quebra de paradigma levando em conta que esse papel é da Galeria a pelo menos 100 anos ou desde que elas foram fundadas.
       Enquanto uma galeria de arte típica pode ter alguns milhares de seguidores on-line, não é tão incomum para um artista ter dezenas ou mesmo centenas de milhares de fãs. Não há nada excitante em seguir a maioria das galerias, praticamente tudo o que fazem é postar as artes dos artistas representados, enquanto seguir o artista é bem mais exitante porque é um contato direto com seu ídolo e é comum que sua narrativa e o seu perfil de postagens agregue bem mais valor que um post de Galeria.
        Nós que temos uma Galeria de Arte vemos exatamente isso acontecer em nossos relatórios. Um exemplo é que nossas obras são vendidas mais por buscas por nome de artistas do que pelo nome da nossa Galeria. Em nossos relatórios fica claro que muitos clientes chegam em nosso site porque procuraram determinado nome de artista e devido a facilidade em comprar a obra em nosso site acabamos fechando negócio. Uma informação relevante e que prova como a hierarquia entre Galeria x Artista mudou completamente.
         Isso mostra como artistas com um grande número de seguidores, artistas que tem um projeto de internet bem organizado tem um valor enorme para a Galeria e como seus fás podem ser uma valiosa moeda de troca no mundo da arte.
       Agora, antes de ficar entusiasmado com tudo isso, temos que pensar de forma consistente e objetiva e não se maravilhar por uma utopia de sucesso. Não são todos os artistas que conseguem se destacar no mundo digital. São inúmeros os fatores que irão influenciar no sucesso de alguém, é difícil definir e muito menos mensurar as características necessárias para o sucesso.
       O importante é o artista estar concentrado e preparado para trabalhar duro em seu projeto. Nada é impossível, mas tudo requer muito trabalho e para se destacar no mundo digital o artista tem que ter um projeto consistente e seus objetivos bem claros. É importante trabalhar com objetivos reais e que sigam uma crescente. Nós que trabalhamos a muitos anos com artistas e já vimos de tudo podemos perceber que somente os artistas que trabalham duro, que colocam metas reais e buscam por essas metas que conseguem se dar bem nas artes visuais.
 
http://www.artistavisual.com.br/galeria-de-arte-x-artista/

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

SOBRE GALERIAS E GALERISTAS

Ola pessoal, quero voltar a postar toda terça como antes nao sei se conseguirei mas.... 

 O assunto de hoje é sobre galeria e galeristas e é uma introduçao para a postagem da semana que vem que fala se a galeria ainda é importante para o artista 

SOBRE GALERIAS E GALERISTAS 
         
     O que é uma galeria de arte? Segundo a enciclopedia Culturama: A galeria de arte é um espaço dedicado à exposição de obras artísticas de caráter pictórico. Pode também incluir outras obras, tais como esculturas, etc.
   A Galeria é um espaço para promoçao do artista, o galerista precisa se gostar muito de arte e ter um faro artstico alem de muitos contatos para assim atuar nesta profissao. A funçao do galerista é sai em buscar de novos artistas para alavancar suas carreira no mercado das artes. 
   O galerista é o intermediario entre o artista e o mercado da arte. É ele que vai mostrar as obras do artista para o mercado,  museus, instituições, coleções corporativas e os níveis mais altos do mundo da arte e assim tratar da sua promoçao
  Antes da internet eram as galerias que ditavam a arte (a chamada bolha artistica), eles que seguravam a obra e o artista e escolhendo o momento ''certo" de contacta-lo. 
   Como havia e ainda há mais artista que galeria, nem todos tinham a oportunidade de tornar sua obra publica ou reconhecidas, as chances eram menores. Mas vamos lá, a batalha de promoçao artistica ficava desigual entre o artista sem galeria que nao teriam as influencias e os contatos como o artista patrocinado.
   As galerias ao escolherem seus queridinhos fazem um acordo com os mesmos sobre qual a porcentagem que elas vai ganhar em cima da produçao comercializada. Dai o motivo de segurar alguns trabalhos, de ver o que vai para o mercado, e o artista as vezes se ve na funçao de produzir mais para aumentar suas chances com a galeria e a venda. 
  Galerias criam ou criavam padroes e tendendias

Obs: "A profissão de curadoria ficou em evidência com as polêmicas envolvendo o fechamento de exposições de arte contemporânea em Porto Alegre (Queermuseu – cartografias da diferença na arte brasileira) e São Paulo (performance La bête, no Museu de Arte Moderna). O papel desses profissionais responsáveis por apontar artistas e trabalhos inovadores também foi abordado pelo filme The square – A arte da discórdia, um dos nove finalistas na categoria filme estrangeiro no Oscar 2018. Dirigido por Ruben Östlund, o filme ganhou a Palma de Ouro do Festival de Cannes 2017, ao mostrar a vida de Christian, respeitado diretor de museu de arte contemporânea em Estocolmo, na Suécia. A narrativa coloca em perspectiva o trabalho de curadoria, bem como os dilemas para definir o que vale a pena ser visto."  Fonte retirada do canal contemporaneo do artigo:
Curadores indicam temas e debates que orientam suas escolhas na arte contemporânea por Márcia Maria Cruz, Uai

   Basicamente é isso, nao sei se me fiz entender mas o assunto esta posto espero que gostem.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

CRONOLOGIA DA ARTE

Boa Tarde, apos muito tempo sem publicar continuamente na terça,(inclusive se tiverem sugestão de assunto estamos ai porque aqui a inspiração esta pequena), hoje volto com uma publicação: cronologia ou linha do tempo na arte. Um dos lados bons de dar aula é o de pesquisar que te inspira a estar sempre inovando descobrir coisas novas, etc para passar aos alunos. E nisso, procurando maneiras de melhorar o aprendizado da arte, encontrei vários esquemas de linha do tempo da arte que achei bem legal. Aqui estão alguns deles (alguns modificados):

  •  Desenhos sobre movimentos Artísticos:

 



       



  • As linhas do tempo que resumem a historia da arte: 
 Era Pré Historica (é assim conhecida porque nao havia nenhuma forma de registro para sua comprovaçao) - Era Pre clássica (a antiguidade e idade media é onde ocorre o desenvolvimento da escrita e esta passa a ser fonte de poder dos poderosos pois apenas eles sabem ler e escrever sendo assim é usadas para catequisar os dominados atraves das imagens criadas pelos vitrais do gotico e mosaicos do bisantino ) -  Era Clássica que foi incentivada pela perspectiva, foi nesta epoca que desencolveram a tinta a oleo -  Era Moderna por causa das guerras que devastaram a Europa e a influencia do surgimento da fotografia os artistas vão buscar influencias externas. As mascaras possibilitaram o surgimento do Cubismo Fovismo e Futurismo), a simplificação e expressão das formas  - Era Contemporânea: Nesta epoca ocorre o desenvolvimento das tecnologias (computador, TV, filmadora) o artista deixa de ter uma classificação (pintor, escultor desenhista) e passa a ser apenas o artista pois desenvolve multiplas linguagens










       Outros movimentos surgidos no pós anos 60 além da  Pop e OP arte: performance, instalação, video arte, etc.
 A arte se aproxima mais da vida havendo um maior contato entre arte e publico.

Vendo estas imagens que estao disponiveis na internet, o conteúdo do ENEM e os meus conhecimentos adquiridos na faculdade, pude montar minha própria linha da arte claro respeitando cada acontecimentos.   

Era
     Pré-história      
Característica: Não existia a escrita
Se dividiu em 2 períodos 


Paleolítico                                       Neolítico
 (Pedra Lascada)                              (Pedra Polida)
                         Representaçao apenas de animais                     Surge a figura do homem
                              em aparencia real                                    As imagens são mais abstratas
                                                                                                 e há o desenho geométrico

Antiguidade ou Pré-Clássica
Surgimento da escrita
letramento através da imagem

Periodos: Gotico (vitral), Bizantino (mosaico), arte grega e romana


Arte Clássica (1500-1899)
Descobrimento da perspectiva na Arte



Renascimento                                      Barroco                                 Rococó

       Representantes: 4 tartarugas ninja (associação para lembrar)
   Leonardo, Donatello, Michelangelo e Rafael
A arte atinge seu apice com o desenvolvimento da tinta a oleo que por sua secagem lenta há inovaçoes na pintura



Arte Moderna (180...-195...)
Revolução Industrial

Descobrimento da Fotografia                        Período das Grandes Guerras             
(Possibilitando conhecimento da cor)       (Com a Europa devastada houve a possibilidade de olhar                                                                        para os outros povos: África, China)
           Impressionismo                                 Houve a influencia da Mascara                                                                                      que  favoreceu o surgimento destas 3 
                                                                                        principais escolas:
                                                                            Expressionismo Fovismo Cubismo
                                                                                        alem dos outros ismos
 
                                                                          Apropriação Colagem surgiram no Cubismo


1960
Arte contemporânea

(Evolução dos meios de comunicação de massa)
O artista se torna mais livre, passando por varias técnicas deixando de ser conhecido por pintor ou escultor passando a ser apenas artista.

Pop Arte     Arte Abstrata    Arte conceitual   Performance  Instalação  Vídeo






Pesquisar este blog

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...