Aos Leitores do blog

Sejam Bem-vindos!!! Este é um espaço dedicado a arte e aos seus (futuros) admiradores. Ele é uma tentativa de despertar em seus visitantes o gosto pelo assunto. Aqui, poderão ser encontradas indicações de sites, livros e filmes de Artes Visuais, imagens de artistas, alem do meu processo de trabalho. É o meu cantinho da expressão. Espero que sua estadia seja bastante agradável e proveitosa.
Este Blog é feito para voces e por voces pois muitas das postagens aqui presentes foram reproduzidas da internet. Alguma das vezes posso fazer comentarios que de maneira parecem ofensivos porem nao é minha intençao, sendo assim, me desculpem. Se sua postagem foi parar aqui é porque ela interessa a mim e ao blog e tento focar os pontos mais interessantes. A participaçao dos autores e dos leitores é muito importante para mim nestes casos para nao desmerecer o texto nem acabar distorcendo o assunto

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

VER ARTE EM UMA EXIBIÇÃO (quadros/esculturas, imagens em geral)



Observação: São apenas dicas pessoais para ajudar a apreciar um trabalho artístico

   Há vários livros de críticos de arte e pessoas ligadas a área que mostram uma obra e começam a falar dela; coisas que normalmente nem vimos e ficamos nos perguntando: De onde ele tira estas coisas? Fácil, ele observou o trabalho. E qualquer pessoa pode fazer análise de uma obra sem precisar ser um estudioso do assunto. Basta apenas o interessado estar aberto para conhecer algo novo e depois aprender a ver, observar, passar um tempo em frente ao trabalho e naturalmente o olhar vai sendo treinado, vendo detalhes ainda não visto. É um ótimo exercício para se fazer, afinal de contas todo mundo pode "descobrir" elementos do trabalho que passaram despercebidos até mesmo pelo próprio autor da obra. Isso porque a arte se faz através do contato arte x público aliado ao que a arte consegue passar para seu ouvinte ou espectado (ato pessoal). Se isso não ocorrem então ela não cumpriu seu papel.

Dica: Uma análise de obra é composta por 3 parte: 
  • Parte 1

*Analise descritiva - Todo mundo é capaz de fazer e é comum para todo trabalho. É a parte mais objetiva da arte. Nela é feita a descrição da obra sendo ela figurativa ou abstrata, orgânica ou geométrica.       
     Nesta etapa é descrita as cores e os elementos que compõem o objeto ou obra observada. Para se fazer isso é interessante dividir (visualmente/mentalmente é claro) a obra em cinco partes: parte superior, inferior, central, lateral esquerda e direita para quem escutar ou ler a descrição; entender melhor.     
    Observa-se composição, equilíbrio, enfim, o que estiver sendo mostrado e o que puder falar sobre obra.

Veja abaixo: 


   A imagem mostra um sorvete de 3 bolas numa casquinha em forma de barca, ou seja, cumprida. Ele possui um canudinho de biscoito na parte da frente que esta a sua direita. A sobremesa esta nas cores: verde, amarelo e rosa, contem cobertura e castanhas sobre ela. Possivelmente é uma banana split, etc...

    Existe um detalhe: * Se você parar em frente a um trabalho e seu olhar não conseguir sair de uma parte da obra ou não conseguir olhar para nenhuma parte dela é porque há um desequilibrio na imagem. A obra precisa ser vista por completo pelos olhos.
 
        *Há diferença se é pessoa é ocidental ou oriental no momento em que observa a obra. Nós ocidentais, vemos/lemos a obra da esquerda para a direita e nos concentramos mais no tema (parte principal). Já os orientais vêem da direita para esquerda e o fundo influencia o objeto principal. Quer um exemplo?! 
   Exemplo: Os livros japoneses leem da direita para a esquerda já os ocidentais leem da esquerda para a direita .

  • Parte 2
    *Analise interpretativa: é o que a obra consegue passar para a pessoa que a observa; o que cada um entendeu sobre a imagem (normalmente ela possui 2 pontos de vista:  1º Ponto de vista->o do autor e as sensações que ele teve no momento de criar a obra . 2º Ponto de vista -> e a visão dos espectadores (o que eles entenderam ao ver o trabalho). Isso é subjetivo e também existe diferença entre a visão ocidental e oriental.
   
   Exemplo: Se tivermos dois quadros bastante parecidos porém eles se diferenciam pelo humor das pessoas presentes no quadro 1 a uma pessoa do centro está rindo e as do fundo tambem já quadro 2 a mesma pessoa do centro ri e as pessoas ao fundo estão bravas. Se perguntarmos para os ocidentais a pessoa central do quadro está feliz nos dois casos já para os orientais no quadro 1 a pessoa do centro está mais feliz do que a do quadro 2 mesmo sendo a mesma pessoa. Isso porque as pessoas do fundo 2 estão bravas. 

 *Analise representativa/iconológica: É o que a imagem e os elementos desta representam. Esta analise precisa de estudos para ser feita, é um trabalho de detetive.

Por exemplo: A imagem de um santo qualquer: suponhamos - Santo Antônio- o santo vem acompanhado por uma caveira, um manto geralmente, um cordão com três nós e representa o santo protetor dos animais, caridade,etc . No caso, para se saber o significado de tudo que está no quadro ou na obra existe o dicionário de símbolos que vem com uma lista de significado de várias imagens/palavras.

   E é isso. Espero ter ajudado um pouco a entender e a ver a arte com outros olhos.

  •  Parte 3
  Aqui neste link a uma indicação de como ler uma obra. Atraves de perguntas simples que motivam a pessoa a observar a obra.  É um exercicio dado por uma professora de arte a seus alunos e que pode ser feito para quem se interessar: http://artesrosecler.blogspot.com/2009/09/analise-de-uma-obra-2-ano-ensino-medio.html?

sábado, 9 de janeiro de 2010

TENTANDO COMPREENDER A ARTE por Carlos Rielli (restaurador)

       Nós podemos começar assim: Dois quadros abaixo, pintados em diferentes fases da carreira do renomado pintor Espanhol, Joan Miró. Olhem, apreciem e dêem uma nota a cada um dos quadros.












   Pronto? A premissa geralmente é que se o autor é bom, inegavelmente a sua criação também é. Na verdade, não é assim que ocorre, pois um artista como qualquer pessoa, tem seus altos e baixos, tem seus dias de inspiração e aqueles dias em que nada da certo. Quando acontece uma explosão maior de talento e criatividade, o artista cria sua maior obra, que se da o nome de "Capolavoro" (do italiano lavoro=trabalho capo=chefe) ou seja, a principal, melhor e insuperável obra do artista, como exemplo a Monalisa de Leonardo da Vinci, a proclamação da Independência de Victor Meirelles, os Lusíadas de Camões, Guernica de Picasso... etc. Depois da fama, depois do Capolavoro, é fácil, qualquer coisa que o artista assine ou a ele seja atribuído passa a valer e valer muito. Volpi descobriu as bandeirinhas, haja bandeirinha! o quadro pode ser amorfo (nao ter forma), mas se tem a bandeirinha e for atribuído a Volpi, passa a ser "maravilhoso". Mesmo que seja falso, vai ser idolatrado e custar uma fortuna. Isso acontece de um modo geral com todos os artistas, e os exemplos estão no nosso dia a dia.
    Eu acredito que para compreender arte, existem algumas técnicas matemáticas, portanto exatas. São elas:
     *Equilíbrio - é fundamental para que a harmonia de cores e a distribuição dos elementos, seja compatível com um padrão natural de estética ou mesmo anti-estética, vai depender do que o artista quis transmitir. Podemos notar que uma obra desproporcional aos padrões de equilíbrio e técnica de pintura, desviamos instintivamente o olhar, pois a agressão ao equilíbrio, nos faz mudar o foco de visão, sem que percebamos.

     Técnica de pintura - Preservação dos conceitos de luz e sombra, seja a obra acadêmica ou abstrata, tal elemento pode tornar a obra agradável ou repulsiva em função do nosso cérebro "enxergar" e selecionar o grotesco do natural. Nesse caso, é acionada a nossa tecla "delete", tudo isso sem que percebamos. É o nosso automático funcionando.

    Bem, quanto aos quadros, que pedi para que fosse dadas notas, vou explicar: o primeiro quadro é de Joan Miró, pintado em 1967 e o segundo quadro... bom, aí foi uma pegadinha!! na verdade foi pintado por um macaco bonomo. Sorry...rs

    Parece que a conclusão é que o autógrafo vale mais que uma obra de arte não é? Felizmente nem sempre é assim, tem muitos, mas muitos ótimos artistas que realmente nos emociona, seja qual for o nosso gosto.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...