Aos Leitores do blog

Sejam Bem-vindos!!! Este é um espaço dedicado a arte e aos seus (futuros) admiradores. Ele é uma tentativa de despertar em seus visitantes o gosto pelo assunto. Aqui, poderão ser encontradas indicações de sites, livros e filmes de Artes Visuais, imagens de artistas, alem do meu processo de trabalho. É o meu cantinho da expressão. Espero que sua estadia seja bastante agradável e proveitosa.
Este Blog é feito para voces e por voces pois muitas das postagens aqui presentes foram reproduzidas da internet. Alguma das vezes posso fazer comentarios que de maneira parecem ofensivos porem nao é minha intençao, sendo assim, me desculpem. Se sua postagem foi parar aqui é porque ela interessa a mim e ao blog e tento focar os pontos mais interessantes. A participaçao dos autores e dos leitores é muito importante para mim nestes casos para nao desmerecer o texto nem acabar distorcendo o assunto

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

ORAÇAO DO ARTISTA

Dia do Artista Plástico
8 de Maio

Oração do Artista 

 Senhor! Tu que és o maior dos artistas, fonte das mais belas inspirações,
abençoa meu talento e as minhas obras.
Maravilhoso é o dom que me deste na louvada missão
de servir-te com alegria e de exercer o meu trabalho com amor e dedicação.
Por isso, agradeço-te por permaneceres sempre comigo.
Mesmo incompreendido ou diante de desafios
quero sustentar em minha vocação a energia de vencer
e realizar meus projetos no imenso cenário da vida.
Dá-me equilíbrio entre razão e emoção
humildade e sabedoria para me aperfeiçoar.
Inspira-me, ó Mestre, à criação do belo e do novo.
Protege também todos os artistas em suas carreiras e gêneros.
Fazei com que minhas obras contribuam para a construção de teu reino e que eu prospere, seguindo teus desígnios,pelo caminho glorioso da Arte.
Amem

Tempo e Artista
(poesia de autoria Chico Buarque de Holanda e copiado de uma comunidade do orkut)

Imagino o artista num anfiteatro
Onde o tempo é a grande estrela
Vejo o tempo obrar a sua arte
Tendo o mesmo artista como tela

Modelando o artista ao seu feitio
O tempo, com seu lápis impreciso
Põe-lhe rugas ao redor da boca
Como contrapesos de um sorriso

Já vestindo a pele do artista
O tempo arrebata-lhe a garganta
O velho cantor subindo ao palco
Apenas abre a voz, e o tempo canta

Dança o tempo sem cessar, montando
O dorso do exausto bailarino
Trêmulo, o ator recita um drama
Que ainda está por ser escrito

No anfiteatro, sob o céu de estrelas
Um concerto eu imagino
Onde, num relance, o tempo alcance a glória
E o artista, o infinito.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...