Aos Leitores do blog

Sejam Bem-vindos!!! Este é um espaço dedicado a arte e aos seus (futuros) admiradores. Ele é uma tentativa de despertar em seus visitantes o gosto pelo assunto. Aqui, poderão ser encontradas indicações de sites, livros e filmes de Artes Visuais, imagens de artistas, alem do meu processo de trabalho. É o meu cantinho da expressão. Espero que sua estadia seja bastante agradável e proveitosa.
Este Blog é feito para voces e por voces pois muitas das postagens aqui presentes foram reproduzidas da internet. Alguma das vezes posso fazer comentarios que de maneira parecem ofensivos porem nao é minha intençao, sendo assim, me desculpem. Se sua postagem foi parar aqui é porque ela interessa a mim e ao blog e tento focar os pontos mais interessantes. A participaçao dos autores e dos leitores é muito importante para mim nestes casos para nao desmerecer o texto nem acabar distorcendo o assunto

terça-feira, 30 de abril de 2013

A ARTE DE CONTAR HISTORIAS

 O texto fala sobre o ato de representar historias porem sao dicas que podem ser adaptadas para a ilustração, o quadrinho e a animação/desenho animado em relação ao fato de serem narrativos

A arte de contar histórias

Quando o homem deixou de ser andarilho, tornou-se “homo-faber” e passou a fabricar instrumentos e a morar em cavernas.
Depois conquistou a palavra, tornando-se “homo-logus”. Por fim, conquistou o fogo e sentou-se ao seu redor para contar histórias.

Partilhavam-se as histórias das caçadas, os medos, os sonhos, as aventuras da vida, os encantos dos deuses.
Quem seria o nosso narrador? Aquele que contasse com mais emoção, que fosse um mestre das palavras.

Como toda arte, contar histórias possui técnicas e segredos. Técnicas e segredos que podem ser dominadas com alguma disciplina. Ter disciplina é ser discípulo de si mesmo. O contador de histórias é, antes, discípulo. Depois, mestre das tradições de sua tribo.

Depois de contar uma história devemos comentá-la, criar atividades que irão prolongar o prazer e trarão uma nova percepção dos personagens, da trama.

Mas cuidado! Comentar não significa propor questões interpretativas, nem destacar a mensagem contida na história. A mensagem se revela por si só. É preciso dar oportunidade ao ouvinte de refletir sobre o que ouviu, para que mergulhe na atmosfera que a audição cria. Devemosencorajá-los a falar sobre o assunto. Esta postura revelará que a história tem muito a oferecer emocional e intelectualmente.

A história não acaba ao término da narrativa. Devido à sua natureza metafórica, permanece na mente do ouvinte, que a incorpora como um alimento de sua imaginação criadora. Por isso é recomendável propor atividades subseqüentes que enriquecerão o universo individual, ajudando num processo de associação a outras atividades artísticas e educativas. Há vários tipos de atividades que podemos propor: painel de emoções, dramatização, desenhos, recortes, modelagem, dobradura, criação de textos etc. Todas estas atividades, quando utilizadas, mostram-se muito eficazes na construção de uma equipe de alta performance. E divertidas.

“Uma das muitas distinções entre a celebridade e o herói é que um vive apenas para si, enquanto o outro age para redimir a sociedade. O objetivo último da busca não será nem evasão nem êxtase, para si mesmo, mas a conquista da sabedoria e do poder para servir aos outros.” (Joseph Campbell)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...